Artigos

Efeitos terapêuticos da suplementação de BCAA´s em esportistas
Por Victor Silvestre

Efeitos terapêuticos da suplementação de BCAA´s em esportistas

A suplementação com aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA) é considerada uma estratégia interessante entre treinadores com o objetivo de melhorar a recuperação muscular de esportistas submetidos a diferentes tipos de treinamento.

O dano muscular é um fenômeno multifatorial, cuja característica principal é a ruptura das fibras musculares. Através da atividade física intensa e consequente contrações musculares, pode ocorrer micro lesões nestas fibras que, dependendo da intensidade, comprimento, volume e gravidade destas, o desconforto pode ser agravado. Como consequência funcional do dano muscular, podemos destacar a diminuição temporária da força, aumento da tensão muscular passiva, dores e, em alguns casos, edema.

Estudos recentes sugerem que a suplementação de BCAA pode melhorar a reparação do tecido muscular danificado induzido pelo treinamento resistido. Shimomura et al. avaliaram os efeitos da suplementação com 5,5g. de BCAA 15 minutos antes de realizar um exercício de agachamento (7 séries de 20 repetições). Os autores observaram diminuição no sentimento de dor muscular (2 a 5 dias após o exercício) no grupo controle quando comparado ao placebo.

Embora pesquisas recentes apontem que os marcadores bioquímicos de dano muscular são reduzidos após a suplementação com BCAA, ele não reflete melhora da função muscular (pelo menos em estudos de curto prazo). Estudos futuros devem utilizar como parâmetro a suplementação crônica de BCAA (e de outros aminoácidos) para avaliar o possível impacto sobre a funcionalidade muscular e relacionar esses efeitos com as vias moleculares envolvidas no reparo muscular e regeneração.

Referências bibliográficas.

1. Shimomura Y, Kobayashi H, Mawatari K, Akita K, Inaguma A, Watanabe S, Bajotto G, Sato J: Effects of squat exercise and branched-chain amino acid supplementation on plasma free amino acid concentrations in young women. J Nutr Sci Vitaminol (Tokyo). 2009, 55 (3): 288-291. 10.3177/jnsv.55.288.View ArticleGoogle Scholar

2. Shimomura Y, Harris RA: Metabolism and physiological function of branched-chain amino acids: discussion of session 1. J Nutr. 2006, 136 (1 Suppl): 232S-233S.PubMedGoogle Scholar

3. Sharp CP, Pearson DR: Amino acid supplements and recovery high-intensity resistance training. J Strength Cond Res. 2010, 24 (4): 1125-1130. 10.1519/JSC.0b013e3181c7c655.View ArticlePubMedGoogle Scholar

4. Jackman SR, Witard OC, Jeukendrup AE, Tipton KD: Branched-chain amino acid ingestion can ameliorate soreness eccentric exercise. Med Sci Sports Exerc. 2010, 42 (5): 962-970. 10.1249/MSS.0b013e3181c1b798.View ArticlePubMedGoogle Scholar

Victor Silvestre
Nutricionista - CRN 41412
Formado pela Universidade de Franca-SP
Pós graduado em prescrição de fitoterápicos e suplementos alimentares
www.victorsilvestre.com.br
Palestrante Team Innovation
Consultor Científico Atlhetica Nutrition

Como escolher um WHEY PROTEIN?
Como escolher um WHEY PROTEIN?
  • Mar 21, 2017

O Whey Protein é o suplemento mais comercializado no mundo. A escolha do melhor Whey Protein, com a qualidade e as características que seu corpo e seus objetivos exigem, requer atenção a determinadas...

Continue lendo
Cafeína no esporte, usar ou não?
Cafeína no esporte, usar ou não?
  • Mar 03, 2017

Durante muitos anos, o uso de cafeína no esporte foi restrito ou controlado, podendo ser considerada doping dependendo da dosagem encontrada no sangue. Pesquisas laboratoriais haviam determinado que o atleta teria necessidade de ingerir...

Continue lendo